Erro na Linha: #3 :: Use of undefined constant SEO_TITLE - assumed 'SEO_TITLE'
/home/sindaspi/public_html/site/sindaspisc/header.inc.php
SEO_TITLE

BLOG SINDASPI-SC


22/07/2021 | Campanha salarial da base pública

Trabalhadores das empresas públicas da Agricultura rejeitam proposta do Governo

Os trabalhadores das empresas públicas da agricultura representados pelo SindaspiSC reunidos em Assembleia na tarde do dia 21 de julho, rejeitaram de maneira enfática qualquer possibilidade de assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho sem nenhum tipo de reajuste econômico conforme proposto pela Secretaria da Agricultura através do Secretário Altair Silva.

Já com uma defasagem salarial acumulada nos últimos acordos e com um valor de vale alimentação que não dá pra garantir pelo menos uma cesta básica para sua família, a categoria não vê possibilidade de aceitar qualquer proposta que não tenha aplicação de viés econômico. A situação é tão alarmante que surgiu até a proposta de Estado de Greve dos trabalhadores.

O governo alega que está impossibilitado de aplicar qualquer tipo de reajuste devido a Lei Complementar 173, inclusive afirma que já está negociando com os outros sindicatos a aprovação do ACT com a inclusão de uma cláusula que comprometa os sindicatos e governo à retornarem à negociação em janeiro de 2022, após a vigência da lei e mesmo assim ainda sem garantias de aplicação para o ACT 2022/2023.

Diante da decisão da assembleia de não aceitar qualquer proposta sem impacto econômico, os trabalhadores deliberaram por aceitar a proposta inicial da Secretaria da Agricultura de assinar um termo de manutenção do acordo anterior por 180 dias, continuando assim as tentativas de avanço nas negociações principalmente nas questões sociais na qual não gera nenhum tipo de impacto econômico, como por exemplo a compensação das horas negativas referente a pandemia (proposta que está sendo negociada).

Os dados positivos anunciados pelo Governo do Estado demonstram que a decisão de não negociar o reajuste é muito mais política do que técnica, visto que o SindaspiSC já apresentou disposição de assinar o ACT com pelo menos a reposição da inflação dos dois últimos anos (10,05%), o que tecnicamente não estaria sob a vigência da referida lei.

O sindicato já comunicou a decisão da Assembleia solicitando a assinatura do Termo, assim como nova reunião de negociação.