Erro na Linha: #3 :: Use of undefined constant SEO_TITLE - assumed 'SEO_TITLE' (this will throw an Error in a future version of PHP)
/home/sindaspi/public_html/site/sindaspisc/header.inc.php
SEO_TITLE

BLOG SINDASPI-SC


04/04/2019 | Contrarreforma da Previdência

Centrais lançam webcartilha e abaixo assinado nacional em defesa da Previdência Social Pública

As Centrais Sindicais CUT, CTB, CSB, CSP Conlutas, Força Sindical, Intersindical Central da Classe Trabalhadora, Intersindical - Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora, NCST, UGT juntamente com as Frentes Brasil Popular e Povo se medo lançaram nesta quarta-feira, dia 4, um abaixo assinado Nacional em Defesa da Previdência Social e das Aposentadorias que solicita aos parlamentares o voto contra a PEC 06/2019, que modifica o sistema de Previdência Social.

A justificativa do documento é de que a Proposta de Emenda à Constituição dificulta o acesso à aposentadoria, aumenta o tempo de contribuição e de trabalho, diminui o valor dos benefícios e ameaça a existência da seguridade social, no entanto não combate a sonegação das empresas devedoras da previdência, mantém privilégios e incentiva a previdência privada (os planos de capitalização), que só beneficiam os banqueiros.

Em diversas cidades haverá ponto de coleta. Em Florianópolis, a coleta de assinaturas começou neste dia 4 de abril, com banca em frente ao Terminal Central de Integração.   

Webcartilha

Centrais também lançaram uma webcartilha que explica alguns pontos centrais da PEC da contrarreforma e prejudiciais aos trabalhadores.
A webcartilha tem o título “Com a reforma da Previdência do Bolsonaro você não vai se aposentar” e o subtítulo que afirma A proposta do governo não combate as desigualdades nem os privilégios. Ataca os mais pobres!

Entre os pontos abordados estão a idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres com aumento do tempo mínimo de contribuição de 15 para 20 anos; a situação da mulher que será a mais prejudicada, tanto trabalhadora rural como a servidora pública; a redução dos valores da pensão por morte de viúvos, viúvas e órfãos e do Benefício de Prestação Continuada (BPC); sobre o regime da capitalização e a falta de obrigatoriedade de pagamento de multa e recolhimento do FGTS por parte das empresas aos trabalhadores que se aposentarem e continuarem a trabalhar na mesma empresa.   

Acesse aqui a cartilha, procure um ponto de coleta de assinaturas ou imprima por meio deste link o abaixo assinado para coletar apoio.

Vamos defender a Previdência Social Pública!