Erro na Linha: #3 :: Use of undefined constant SEO_TITLE - assumed 'SEO_TITLE'
/home/sindaspi/public_html/site/sindaspisc/header.inc.php
SEO_TITLE

BLOG SINDASPI-SC


14/05/2019 | Notícias Empresas Públicas

Coordenadores do Sindaspi/SC reúnem-se com a presidenta da Epagri

Reunião discutiu pontos sobre reforma administrativa e ACT

A coordenação do Sindaspi/SC  reuniu-se nessa segunda-feira,13, com a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter para tratar sobre o futuro da empresa diante do novo governo e da reforma administrativa que tramita na Alesc, assim como tratar da Campanha Salarial 2019/20.
A negativa do governo sobre o INPC continua, no entanto ela se comprometeu a buscar, no mínimo o INPC de reajuste nos salários e nas cláusulas econômicas.

Para os coordenadores do Sindaspi, para melhorar a vida do trabalhador, as condições da empresa e do setor da Agricultura no Estado é necessário o aumento do orçamento anual para o Setor de no mínimo 4%. Essa meta foi estabelecida pelo Grupo de Trabalho de Fortalecimento das Empresas Agrícolas, da Frente Parlamentar de mesmo tema criada na Assembleia Legislativa de SC (Alesc) em 2017. Segundo Daniel Nunes das Neves, enquanto o orçamento previsto para 2018 era de 2,4% para a Agricultura, a aplicação não chegou perto de 2%. Pensando nesse objetivo, Gilmar Espanhol solicitou a participação de representantes da empresa nos trabalhos da atual Frente Parlamentar em Defesa das Empresas Públicas, lançada na no mês passado na Alesc. A presidenta se propôs a possibilitar a presença do diretor institucional Ivan Bacic, presente na reunião, nos trabalhos do legislativo, afirmando que o papel da Epagri e da agricultura familiar são fundamentais para a geração de no mínimo metade do PIB catarinense.

 

Reforma administrativa
Sobre a reforma administrativa, Edilene se disse preocupada com a separação de parte da estrutura do Ciram que seria levada para a Secretaria de Defesa Civil. Ela afirmou que a reforma não afetará empregos, nem os trabalhadores, mas usará melhores os recursos humanos e de estrutura, realocando pessoal de alguns escritórios regionais para municipais.
Questionada por Ezequiel Linhares, sobre a falta de pessoal nas estações de pesquisa, ela respondeu estar atenta ao grande número de trabalhadores aposentados na ativa, que poderá ser um problema para a empresa, caso a proposta de reforma de previdência do governo federal venha a ser aprovada. Será necessário um PDV ou PDVI e novas contratações, avaliou.
Outro assunto tratado na reunião foi o corte das verbas para pesquisas. Ela disse que em viagem a Brasília, soube que a linha de crédito do pequeno agricultor familiar pode diminuir, ao mesmo tempo que pode aumentar o crédito do médio. No entanto, prefere aguardar as medidas para depois debater.

Serão muitos desafios, mas ela prometeu lutar pela valorização da empresa e dos funcionários. O Sindaspi/SC ficará de olho e cobrando o cumprimento dessas promessas e solicita que os trabalhadores estejam atentos e dispostos a lutar por melhorias, sem retrocessos.

Também participaram da reunião o coordenador do Sindaspi/SC, Elton Rochembach, e o assessor jurídico João Carlos Santin.

 

Texto com alteração desde 15/05, às 13h33