Erro na Linha: #3 :: Use of undefined constant SEO_TITLE - assumed 'SEO_TITLE'
/home/sindaspi/public_html/site/sindaspisc/header.inc.php
SEO_TITLE

BLOG SINDASPI-SC


22/02/2016 | Movimentos Sociais

MST luta contra fechamento de escolas em SC

 


Por: Fábio Reis

Pais e alunos se manifestam contra fechamento parcial ou integral de escolas nos assentamentos em Abelardo luz, aproximadamente 150 pessoas estavam presentes na manhã de quarta-feira (17) na GERED em Xanxerê SC representando as escolas, EEM Paulo Freire e EEM Semente da Conquista.

A GERED, no início do ano, notificou os coordenadores das escolas, relatando ter um numero muito pequeno de estudantes nas salas de aulas, propondo a paralisação de um turno. Segundo os coordenadores das escolas esse processo implica em mudanças no todo das escolas, que dependem do transporte das escolas municipais.

“ Há uma rotina diferenciada nas nossas escolas, já que muitos dos alunos moram a cerca de 30km e dependem do transporte das escolas municipais. Muitos desses alunos esperam as aulas darem inicio para se matricularem, tendo em vista esse fato, é quase certeza que o numero desses alunos irá aumentar ao retornar as aulas” comenta Edilaine Vieira representante do setor de educação do MST.

Edilaine relata ainda que existem mais de mil alunos nas escolas de ensino fundamental e é natural que esses jovens estudem nas escolas de ensino médio, que ficam próximas umas das outras e acredita que essa tentativa de fechar parcialmente as escolas pode levar ao fechamento completo das escolas ou de pelo menos uma delas no futuro.

Para o MST fechar escola é crime. A educação é um direito de todos e mesmo com números pequenos de alunos, não se pode negar esse direito a eles.

Para Irma Brunetto da direção do Movimento, houve uma luta muito grande para conquistar essas escolas, já que no início dos assentamentos em Abelardo Luz os alunos iniciaram as aulas em uma sala de madeira improvisada na sede da fazenda e para conquistar as duas escolas foi necessário mais de dez anos de luta.

Ao final da audiências, Davi Vargas, Secretário da GERED de Xanxerê assumiu o compromisso de não fechar as escolas, desde que, os diretores realizem as devidas justificativas. Nesse sentido, os pais e alunos permanecem prontos para dar continuidade a luta se for necessário.

fotos: Juliana Adriano
FONTE: Assessoria de Imprensa MST-SC