Erro na Linha: #3 :: Use of undefined constant SEO_TITLE - assumed 'SEO_TITLE'
/home/sindaspi/public_html/site/sindaspisc/header.inc.php
SEO_TITLE

BLOG SINDASPI-SC


20/05/2016 | Movimentos Sociais

Ocupação da sede do MinC-SC repudia GOLPE de Estado

Por Silvia Agostini, para Portal Desacato.info

Trabalhadores da cultura e estudantes de de diferentes áreas, ocuparam no fim da tarde desta quinta-feira (19) a sede da Secretaria do Ministério da Cultura em Santa Catarina (MinC-SC), onde funciona parte do IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), no Largo da Alfândega, em Florianópolis. A Ocupação segue por tempo indeterminado e com apoio de lideranças de movimentos sociais e da juventude. A decisão segue o movimento nacional, iniciado pelos trabalhadores da cultura em diversos estados em protesto ao ato do governo interino de Michel Temer que acabou com o Ministério da Cultura, tranformando-o em Secretaria junto ao Ministério de Educação.

O objetivo inicial, de acordo com lideranças da ocupação, é ficar até que o Ministério da Cultura seja restituido enquanto Ministério e, como forma de pressionar pelo fim do governo interino de Michel Temer.

"Não reconhecemos esse governo golpista e nem aceitamos qualquer tipo de retrocesso", afirma Elaine Sallas, professora do curso de Artes da Udesc, que afirma que haverá apresentações artísticas todos os dias.

Às dez da noite, uma assembleia com os ocupantes decidiu a rotina no prédio e a programação de atividades. Uma página na rede social facebook Ocupa Minc foi criada pra divulgar as ações no local, assim como o manifesto do movimento.

A decisão por ocupar a sede do IPHAN, órgão do MinC, foi tomada em assembleia realizada na arena, no Centro de Artes da UFSC, na segunda-feira (15), à tarde. Até o momento foram contabilizadas ocupações como essa em 12 estados da Federação. A ideia é reunir lideranças de outros movimentos contra o golpe.

Leia, ABAIXO, o "Manifesto Ocupa MinC SC

Nós trabalhadores e trabalhadoras da cultura, estudantes, cidadãs e cidadãos, artistas, organizados de maneira autônoma, ocupamos a Secretaria do MinC em Santa Catarina para demonstrar nosso repúdio por este governo golpista que fere a democracia e representa um retrocesso dos direitos do povo brasileiro. Ocupamos este espaço para instaurar um ambiente de luta pela ampliação de acesso e desenvolvimento cultural e artístico da sociedade, direitos das mulheres, negros e de toda a comunidade LGBTs, direitos dos povos indígenas, legislação e proteção ambiental, manutenção e ampliação dos direitos trabalhistas e programas sociais, assim como, o acesso público e gratuito à saúde e educação de qualidade. Cientes de nossos direitos constitucionais realizamos esta ocupação de forma pacífica, horizontal e aberta. Nós estamos articulados e ligados ao movimento de resistência e ocupação que vem sendo realizado pelos trabalhadores da cultura a nível nacional.
 
Não negociaremos direitos historicamente conquistados e previstos na constituição. Não reconhecemos e não compactuaremos com um governo que objetiva unicamente expandir os benefícios de uma classe elitista. Entendemos a importância da arte e da cultura para o desenvolvimento de sujeitos críticos e conscientes. A extinção de ministérios, dentre eles o Ministério da Cultura, Ministério das Mulheres da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, Ministério da Comunicação e Controladoria Geral da União, Ministério do Desenvolvimento Agrário, sob a máscara de uma economia orçamentária, não nos representa e deixa claro o intuito de afastar o povo do seu poder de emancipação e transformação social.
 
A ocupação do prédio do IPHAN não tem data para terminar. Nela serão realizadas diariamente reuniões, assembleias e atividades culturais e artísticas, criando um espaço de troca e articulação popular. Contamos com o apoio de diversos grupos e movimentos sociais - GRUPO ETC, Marcha das Vadias, Mobilização UDESC pela Democracia, ERRO Grupo, Associação Brasileira de Psicologia Social - Núcleo Floripa, Comitê FAED pela Democracia, Brigadas Populares, Ocupa Obarco, UJS, UCE, Aqueles que dizem não, Estúdio de Arte Rebelde, Entropia - Experiencias Artísticas, Coletivo Mapas e Hipertextos, Arreda Boi, OSPÁLIA, Rede Itajaiense de Teatro, Brigada Mitico - MST, UBES, Coletivo Plano B, Comitê Estudantil pela Democracia (IFSC), Comitê UFSC contra o Golpe e pela Democracia, JPT - e, inclusive, da super intendência e funcionários do IPHAN, IBRAM E MinC. Convocamos a união, o apoio e a participação da população para uma luta conjunta.
 
Fora Temer! o MinC é nosso! "