Erro na Linha: #3 :: Use of undefined constant SEO_TITLE - assumed 'SEO_TITLE'
/home/sindaspi/public_html/site/sindaspisc/header.inc.php
SEO_TITLE

BLOG SINDASPI-SC


09/02/2018 | Notícias Base Pública Epagri e Cidasc

Secretaria de Agricultura diz querer manter cláusulas sociais e corrigir salários, mas também quer nova lei trabalhista

 

Comando Unificado dos Sindicatos de Trabalhadores na Secretaria de Agricultura cobra resposta do governo e empresas sobre ACT.

 

Secretaria de Agricultura e Pesca de SC não apresentou posição oficial sobre garantias para o próximo Acordo Coletivo de Trabalho em segunda reunião de negociação com o Comando Unificado dos Sindicatos de Trabalhadores nas empresas públicas do setor, realizada dia 07 de fevereiro, em Florianópolis. 

 

Na presença de representantes dos Sindaspi/SC. Saesc, Seagro, Sintagri, Sindzoo, Sindivet, Sindicatos dos Contabilistas e das Secretárias, o Secretário Adjunto da Agricultura, Airton Spies, disse que aguarda a análise e avaliação do Conselho Político Financeiro do Governo do Estado sobre a contraproposta apresentada pelo Seagro/SC em dezembro. Ele frisou que a ideia é não mexer nas cláusulas sociais do ACT ainda vigente, corrigir a perda salarial do período, além de possivelmente aplicar alguns itens da nova lei trabalhista (13467/2017), no entanto não falou valores específicos e nem quais os itens.

 

Uma questão que foi bastante discutida foi o repasse da SAR para a Associação dos Trabalhadores da Cidasc para manutenção do contrato do plano de saúde dos empregados, que estão em risco de perder a garantia do convênio.

 

Embora Spies tenha criado expectativas de serem mantidos os direitos sem retrocessos, é preciso estar alerta quanto às aplicações da nova lei trabalhista, pois mesmo que algumas cláusulas pareçam interessantes não há na contrarreforma nenhum ponto inteiramente benéficos ao trabalhador.

 

Uma próxima reunião com o Comando está agendada para o dia 26 deste mês, quando a Secretaria já terá em mãos a pauta de reivindicações apresentadas por outras entidades além do Seagro/SC – única entregue até agora.

 

Unindo a praticidade e o menor custo da Campanha, a coordenação do Sindaspi/SC convocará seus representados para assembleias a partir do final de fevereiro, quando espera-se já ter uma resposta da Secretaria sobre as pautas já apresentadas pela maioria das entidades sindicais.

 

De acordo com o governo do Estado, a arrecadação de Santa Catarina  teve alta nominal de 9% ano passado, se comparado a 2016, e chegou a R$ 22, 6 bilhões, considerando a receita tributária própria (ICMS, IPVA, ITCMD e outras taxas), assim como foi superior à inflação. Ainda em dezembro passado, o governo também noticiou que segundo dados do Índice de Atividade Econômica Regional (IBCR-SC), calculados pelo Banco Central, a economia de SC cresceu 3,14% de janeiro a setembro de 2017, em comparação com o mesmo período de 2016.

 

Esperamos que esses números reflitam na decisão do governo sobre nossas reivindicações e valorize o trabalhador da agricultura.