Erro na Linha: #3 :: Use of undefined constant SEO_TITLE - assumed 'SEO_TITLE'
/home/sindaspi/public_html/site/sindaspisc/header.inc.php
SEO_TITLE

BLOG SINDASPI-SC


10/05/2017 | Notícias Base Pública

Firmados ACTs 2017/2018 referentes à Cidasc, à Ceasa e à Epagri

Os Acordos Coletivos de Trabalho que regerão as relações trabalhistas nas empresas Cidasc, Epagri e Ceasa a partir de 1º de maio de 2017 a 30 de abril de 2018 foram assinados, dia nove de maio, terça-feira.

Foi a primeira vez que os ACTs foram firmados na data base e ficou garantida reposição de 100% do INPC (ainda não divulgado) nos salários, no vale alimentação e no auxílio creche. O valor do adicional de insalubridade pago aos médicos veterinários, agrônomos, engenheiros e químicos, o percentual de insalubridade será calculado sobre o valor de R$ 5622,00 e às outras categorias, o adicional pago será calculado sobre o salário mínimo R$ 937,00, desde que comprovada a insalubridade por meio de LTCAT – Laudo Técnico das Condições Ambientais de Trabalho.  Também consta nos ACTs referentes à Cidasc e à Epagri a garantia de emprego até 30 de abril de 2019. O que ainda ficou pendente no Acordo foi a implantação do Plano de Saúde para os empregados na Ceasa. O secretário adjunto de Agricultura, Airtoin Spies afirmou possibilidade repassar os 4% para custear o plano, como acontece para os trabalhadores na Cidasc e na Epagri, no entanto há problemas a serem resolvidos na contratação do plano por conta dos valores que ficariam muito altos para os trabalhadores e espera-se resolver o caso o mais breve possível.

A reunião para assinatura conjunta aconteceu na Secretaria de Agricultura e Pesca (SAR) e contou com a presença de representantes do Sindaspi/SC, Saesc, Seagro/SC, Senge/SC, Sincópolis/SC, Sintagri/SC, Sinsesc, Simvet/SC, Sindzoot, Sintec/SC, Sindiquímica/SC, Sintracasc, do presidente da Epagri Adelmir Hessmann, do vice-presidente da Cidasc Valdo Filho e da Ceasa Agostinho Pauli, do Secretário Moacir Sopelsa e seu adjunto Spies, além de outros trabalhadores. Os dirigentes do Sindicato dos Economistas e do Sindalex vão assinar os documentos em outro dia.

A avaliação geral é de que unidade da maioria dos sindicatos possibilitou o cumprimento da data base e sem muitas dificuldades para os trabalhadores. As perdas salariais existem e vão acumulando a cada dia, porém a Campanha e os ACTs firmados neste ano foram muito mais positivos que no ano passado. A realização da audiência pública sobre o fortalecimento das empresas Epagri e Cidasc na Assembleia Legislativa de SC, no dia 25 de abril, também foi um evento importante para essa conquista, que se dá em meio a uma grande crise econômica e num momento em que a CLT está sendo destruída, assim como a Previdência Social.
Avante! Sigamos na luta para garantir o que nos é de direito!


 

Por Assessoria de Comunicação do Silndaspi/SC- jornalista Silvia Agostini Pereira