Erro na Linha: #3 :: Use of undefined constant SEO_TITLE - assumed 'SEO_TITLE'
/home/sindaspi/public_html/site/sindaspisc/header.inc.php
SEO_TITLE

BLOG SINDASPI-SC


13/04/2017 | Notícias Base Pública

Trabalhadores na Santur querem INPC integral e aumento real

As assembleias de trabalhadores na Santur realizadas pelo Sindaspi dia 11 de abril em Florianópolis e em Balneário Camboriú, aprovaram a pauta de reivindicações da Campanha salarial 2017/2018. Nas assembleias ficou clara a importância em garantir cada direito já adquirido, avançar nas questões econômicas como o INPC integral, 3% de aumento real e 10% de reposição das perdas salariais acumuladas nos últimos anos, assim como ter novas conquistas como garantia de emprego, plano de saúde corporativo com coparticipação, a revisão na tabela do plano de carreira, vale cultura, liberação de dirigente sindical, entre outras.

A pauta de reivindicações aprovada será entregue pela coordenação do Sindicato na semana do dia 17 de abril nas empresas e no Conselho Político e Financeiro (CPF) solicitando reunião de negociação para data mais próxima. Por motivo da resolução número 03/2017 do CPF invalidar cláusulas sociais garantidas pelo ACT 2016/2017 a partir de 1º de maio (data-base da categoria), é necessário juntar as forças para assinar novo ACT até 30 de abril.

Descaso com o serviço e servidor públicos

Em entrevista por telefone, o coordenador do Sindaspi Celso Bernardo, que trabalha há 34 anos no Complexo Ambiental Cyro Gevaerd, em Balneário Camboriú, diz que a Santur vem a  cada dia querendo tirar os poucos benefícios que os empregados têm, como também ela vem demonstrando total desinteresse com eles. Celso diz que em 1982, quando entrou na empresa, havia 150 funcionários na unidade do zoológico para administrar a unidade e tratar dos animais, que hoje passam de cinco mil espécies, porém atualmente o número de trabalhadores está reduzido a oito. Questionado se a empresa tem dado notícias sobre a contratação de novo pessoal, Celso diz que não e chama a atenção para o fato de o Zoológico ser administrado pelo Instituto de Conservação da Fauna e Flora Catarinense (desde 2007) e que a alimentação dos animais é mantida por convênio o com frigorífico e empresas da região. O coordenador sindical  aponta que apesar de todo descaso da Santur, a presença do Sindicato foi muito importante nesses anos, pois tem garantido a eles direitos que antes não tinham, como o vale refeição, auxílio creche, etc. A empresa tem colocado eles contra a parede, por isso torce pra que o Acordo seja acertado até o final do mês e que não haja nenhum retrocesso, como no ano passado em que receberam o INPC a partir de dezembro e sem retroatividade a maio. 

 

Por Assessoria de comunicação e imprensa do Sindaspi/SC - jornalista Silvia Agostini